Séries e filmes para se divertir, aprender e se emocionar
Montagem/divulgação
Séries e filmes para se divertir, aprender e se emocionar



Janeiro é o Mês da Visibilidade Trans. E não faltam filmes e séries para compreender melhor a realidade dessas pessoas e, ainda por cima, se divertir e se emocionar. Veja a lista essencial que iG Queer preparou e colabore com ela deixando sua sugestão nos comentários.



1. "Euphoria"


A série "Euphoria" se tornou uma das queridinhas do público e da crítica por retratar as complexidades da juventude no mundo atual. Uma das personagens centrais da série é Jules Vaughn (Hunter Schafer), a carismática e descolada adolescente que chama a atenção dos moradores de um subúrbio após se mudar para lá. Jules representa as experiências de jovens pessoas trans e seus sonhos e acrescenta muito brilho para a série, sendo uma das personagens mais amadas dos fãs.

2. "Tangerina"

No filme de 2016, uma profissi onal do sexo  chamada Alexandra (Mya Taylor) descobre que seu namorado, um cafetão, a traiu depois de sair da prisão. Ela e sua melhor amiga se unem em busca do homem e de sua atual namorada. Além de abordar a realidade de mulher negras trans que são profissionais do sexo nos Estados Unidos, rende boas risadas e momentos reflexivos.

3. "Orange Is The New Black"


Sophia Burset foi o papel que alavancou a visibilidade da atriz Laverne Cox para o mundo todo, tornando-a uma das vozes trans mais importantes, atualmente. Na série da Netflix, Cox interpreta Sophia Burset, uma cabeleireira que cumpre pena em uma penitenciária feminina. Além de acompanhar suas experiências do dia a dia na prisão, como o tratamento ineficiente de transição de gênero que recebe ou a transfobia cometida por outras detentas, a trama acompanha a relação de Burset com seu filho , que não compreende sua identidade.

4. "Crescendo Como Coy"

"Crescendo Como Coy" é um documentário que mostra a vida de uma garota transgênero de seis anos, Coy Mathis, e segue o famoso caso de uma família que entrou na justiça para garantir que a filha pudesse utilizar o banheiro feminino em sua escola no Colorado, nos Estados Unidos. O caso se tornou referência na luta de direitos civis de pessoas trans no país. Além disso, o filme também aborda a infância de Coy e a visão de sua família em relação a sua identidade de gênero.

Você viu?

5. "Bixa Travesty"

No Brasil, a cantora e atriz Linn da Quebrada se tornou conhecida por sua militância por respeito e direitos às pessoas travestis e trans, que é expressada principalmente em suas músicas. Em 2018, ela se tornou protagonista em um documentário sobre sua vida, "Bixa Travesty", em que fala sobre carreira e vida pessoal. O documentário conta momentos íntimos na vida de Linn, como a batalha contra o câncer e o  dilema em torno das cirurgias  de redesignacão.

6. "Uma Mulher Fantástica"


O filme argentino estrelado pela atriz Daniela Veiga fez história e, em 2018, foi o primeiro filme protagonizado por uma pessoa trans a ganhar um Oscar. O filme emocionou a crítica ao abordar a vida de uma cantora e garçonete, Marina Vidal (Veiga), que perdeu o marido depois de um aneurisma cerebral. O longa aborda as dúvidas em torno da identidade da personagem e da legitimidade de seu casamento com este homem, precisando lidar com atitudes transfóbicas vindas da própria família do companheiro.

7. "O Funeral das Rosas"


Este filme japonês, que fala sobre pessoas travestis, foi lançado no fim dos anos 1960. "O Funeral das Rosas" aborda a vida de travestis em Tóquio. Entre elas está Eddie (Shinnosuke Ikehata), uma jovem atriz que é popular entre seu grupo de amigos. Além de sua vida pessoal e de seus filmes, Eddie fala para o público sobre suas experiências e como é viver sendo uma pessoa trans.

8. "Pose"


"Pose" é citada como uma das referências mais recentes em representatividade. A série é inspirada na cultura dos bailes, que foi muito difundida pela  comunidade LGBTQIA+ nos anos 1980. A série mostra como se formavam os lares de pessoas rejeitadas pelas famílias de origem, as dificuldades financeiras e para conseguir trabalho -- o que levaram muitas pessoas à prostituição -- e como o surgimento da Aids afetou essa comunidade. O elenco é formado por pessoas trans, travestis, latinas e negras em sua maioria, como Angelica Ross, Billy Porter, MJ Rodriguez e Indya Moore.

9. "The Fosters"

Na série adolescente lançada em 2013 pelo canal Freeform, dois homens trans, Aaron (Elliot Fletcher), o melhor amigo da protagonista, e Cole (Tom Phelan), têm um caso. As histórias de ambos revelam as dificuldades e situações vividas por homens trans durante a infância e adolescência, desde a pressão para fazer coisas consideradas femininas até a expulsão de casa e a entrada na prostituição.

10. "Manhãs de Setembro"


Inspirada na canção de Vanusa, a série "Manhãs de Setembro" ainda não foi lançada e deve chegar neste ano ao catálogo Amazon Prime Video. Os episódios vão seguir Cassandra, interpretada pela cantora Liniker, que mudou de cidade para poder ser uma mulher trans independente. Ela é uma motogirl e vira uma cantora cover de Vanusa. Mas sua vida muda quando uma ex-companheira aparece com um filho.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários