O trio Pitayas venceu o reality
Reprodução/Youtube 20.04.2022
O trio Pitayas venceu o reality "Queen Stars Brasil"

O novíssimo trio de drag queens Pitayas acabou de sair do forno e já está com um trabalho no mercado. Leilah Diva Black, Diego e  Reddy Allor lançaram o EP com o mesmo nome do grupo e o primeiro single da carreira, que tem o nome de "Macetada". O hit dançante lembra um pouco o ritmo de músicas de balada como de  Pabllo Vittar e Gloria Groove.

As vencedoras do "Queen Stars Brasil", reality show da HBO Max, desbancaram as competidoras Wes Drag e Arquiza, e agora formam um grupo drag do pop. Com origens musicais vindas de uma mistura única de gêneros, que inclui sertanejo, MPB, ópera e hip hop, o trio sonha em viver da música e por meio da arte promover empatia e o respeito à cultura drag. 

Diego é natural de Campinas, no interior de São Paulo, vem de um estilo musical mais voltado para o pop e MPB, e é ator de musical. Desde muito novo estuda teatro e teatro musical, além de ter participado de programas como "Canta Comigo", na RecordTV, e do "X-Factor", na Band.

Durante a temporada de uma peça que estava em cartaz, chegava antes que todos no camarim, só para experimentar as perucas. O assessor do espetáculo também era drag e o incentivou. Diego gosta de dizer que é um modelo de drag alternativa pelas suas montações excêntricas. Durante o "Queen Stars Brasil", ele usava uma barba no contorno do rosto, mas agora abandonou seu estilo inicial.

Leia Também

Considerada a Beyoncé do trio, Leilah é de São Paulo, sempre curtiu mais os estilos MPB, Hip Hop e Ópera e começou a fazer aula de canto em 2014. Sempre quis ser artista, mas se graduou em Educação Física. Em 2004 se montou pela primeira vez e, aos 19 anos, começou a fazer show. Aos 21 ganhou um concurso e sempre se inspirou nas cantoras e cantores pretos internacionais como Whitney Houston e Marvin Gaye. Por ter sofrido preconceito racial, quer usar sua arte para falar com empatia.

Por último, Reddy Allor é considerada a sertaneja do trio, nascida em Olímpia, interior de São Paulo, fazia uma dupla com o irmão antes de se tornar drag queen. Apesar de novo, tem bagagem musical e acredita muito em sua voz e trabalha nela constantemente.

Ela diz que suas referências musicais são os cantores do sertanejo raiz como Chitãozinho e Xororó, Milionário e José Rico, Bruno e Marrone. Reddy afirma que ainda está conhecendo o universo pop e seu maior sonho é conseguir viver da sua arte para ajudar sua família.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários