Print do ativista LGBT+ Antonio Isuperio
Reprodução/Instagram @isuperio 27.07.2022
Print do ativista LGBT+ Antonio Isuperio

O ativista Antonio Isuperio expôs em suas redes sociais um print de uma conversa com a conta da MTV Brasil, que mostra o canal convidando o influenciador para uma ação LGBTQIAP+, mas sem dar prosseguimento a conversa. A exposição foi feita na noite da última terça-feria (26), após relato de MC Soffia , que estava indicada ao MTV Miaw, mas foi colocada no setor de pista, longe do palco.

"Ver a MC Soffia sendo discriminada pela MTV Brasil me deu vários gatilhos", começou Isuperio no texto da postagem. 

"Ano passado eles me convidaram para participar de uma campanha LGBT+ e aquilo significava muito pra mim. Eles simplemente sumiram. Brincar com os sonhos das pessoas é muito cruel. Por muito tempo eu tive muita vergonha de tudo isso, mas quem tem que ter vergonha são eles", escreveu o ativista.

Nos prints expostos é possível ver as mensagens que o canal pago mandou para o influenciador.

"A sigla LGBTQIANP+ está expandidando e se remodelando a cada dia para abraçar todas as formas de diversidade [...] Para que todes sejam representades, vistes e ouvides, vamos explicar cada letra e sua relevância dentro e fora da comunidade", diz trecho da mensagem.

Em seguida, a emissora convida Isuperio para representar a letra G na campanha. Em outra parte, é possível ver o ativista cobrando um retorno, ao menos duas vezes. A última mensagem deixada pelo canal no print é automática.

Caso MC Soffia

MC Soffia estava indicada na categoria Black Star Rising por BET na tradicional premiação da MTV Brasil, a MTV Miaw , que foi gravada na noite da última terça-feira (26). Segundo relato nas redes sociais, a artista afirmou que não haviam separado uma cadeira para ela, nem camarote e que ela foi colocada no setor pista.

"Pra mim não tem cadeira, mas para outros artistas tem [...] Não tem explicação. Eu estou concorrendo e não ganhei cadeira e nem nada de camarote. Mandaram convite de pista", relatou a MC.


Outras artistas pretos como Rízia Cerqueira, Ellen Valias e Akeen, também fizeram reclamações semelhantes. No caso deles, não houve um convite formal para comparecer ao evento.




Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram!  Clique aqui para entrar no grupo . Siga também o  perfil geral do Portal iG.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários