Khaled Hosseini ao lado da filha Harris, antes da transição, em 2019, e ao lado Harris após se assumir como mulher trans
Reprodução/Instagram
Khaled Hosseini ao lado da filha Harris, antes da transição, em 2019, e ao lado Harris após se assumir como mulher trans

O escritor Khaled Hosseini, autor do famoso romance “O Caçador de Pipas” se mostrou orgulhoso ao anunciar que Harris, sua filha, havia se assumido como mulher transgênero. Em discurso emocionado, o escritor abordou ensinamentos e as dificuldades que as pessoas trans enfrentam na sociedade diariamente.

“Ontem (12 de julho), minha filha Haris, de 21 anos, veio ao mundo como transgênero. Desde o ano passado, eu sabia sobre a jornada de Haris e a vi navegar em tempos pessoais muito difíceis. A transição é uma tarefa tão complicada - emocional, física, social, psicológica - mas Haris enfrentou cada desafio com graça, paciência e sabedoria”, escreveu Khaled no Instagram.

“Como pai, nunca estive tão orgulhoso dela. Estou encantado por ter agora não uma, mas duas lindas filhas. Acima de tudo, estou inspirado pelo destemor de Haris, sua coragem de compartilhar com o mundo seu verdadeiro eu. Ela ensinou a mim e a nossa família tanto sobre bravura, sobre a verdade. Sobre o que significa viver autenticamente. Sei que este processo foi doloroso para ela, carregado de pesar e ansiedade. Ela está sóbria diante da crueldade a que as pessoas trans são submetidas diariamente. Mas ela é forte e destemida”, complementou.

Ele completou a homenagem com uma declaração de amor para a filha: “Eu amo a minha filha. Estarei ao lado dela a cada passo do caminho, assim como nossa família. Nós a apoiamos. É um privilégio vê-la entrar no mundo como a mulher bela, sábia e brilhante que ela é. Que Deus a abençoe”.

Hosseini recebeu dezenas de mensagens de apoio dos fãs nas redes sociais. “A maneira como meu filho trans acabou de abrir meu mundo ainda me deixa sem fôlego. Que privilégio, que sorte nós sermos pais de crianças trans. Grande amor para você e sua filha!”, escreveu a usuária Shellie Jelly, no Twitter.

“Lembro-me de ler seus livros no colegial e adorei como um homem escrevia nuances sobre as mulheres em Mil Sóis Resplandecentes. Eu disse que este homem realmente honra e se preocupa com mulheres e crianças. Você obviamente é assim e sua filha tem muita sorte em tê-lo. Deus o abençoe e a sua família”, escreveu uma usuária identificada como Ama_Zingg.

“Linda filha! Esta é uma jornada para toda a família. Estou feliz em ver o quanto você a apoia. Ela tem sorte de tê-lo como pai”, escreveu Manne Morrone, via Instagram.

Acompanhe o  iG Queer também no Telegram! Siga também o perfil geral do  Portal iG e fique por dentro de tudo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários