RuPaul reagiu contra as falas de políticos republicanos
Reprodução
RuPaul reagiu contra as falas de políticos republicanos

RuPaul Charles abriu o jogo em entrevista ao apresentador James Corden, no Late Late Show, nesta sexta-feira (17), sobre os políticos que têm se esforçado para afastar as crianças de shows de drag queens. Para ela, que cirou e apresenta o reality show "RuPaul's Drag Race", essa é uma tentativa dos republicanos de desviar o foco da discussão atual que é o debate sobre armas nos Estados Unidos.

“É uma tática de desvio para levar a narrativa do debate sobre armas para outra lugar, para assustar as pessoas a pensarem em outro assunto e eles foram bem-sucedidos”, disse RuPaul. "Eles mudaram a narrativa do debate sobre armas para essa coisa de drag queen. Vocês querem ajudar seus filhos? Tire as armas, que ajudarão seus filhos! Drag queens não machucam ninguém", completou.

No país norte americano o acesso às armas é bem mais fácil do que no Brasil e qualquer pessoa pode ter posse de uma. O republicano do Texas Bryan Slaton prometeu apresentar um projeto de lei problemático que "proibiria shows de drag na presença de menores" em seu estado. No texto apresentado ao legislativo, ele afirmou que a lei protegeria os menores das chamadas "exibições inadequadas". 

RuPaul não é a única estrela de "Drag Race" a mostra sua oposição e criticar os políticos republicanos. Michelle Visage, braço direito da drag queen no reality show, também já teceu críticas aos parlamentare. Elektra Fence,  Alyssa Edwards,  Akeria C Davenport, Denali e Joey Jay também já reagiram à proposta. 

Jonathan Hamilt, diretor executivo da Drag Queen Story Hour, uma organização que leva drag queens a bibliotecas, escolas e livrarias para ler histórias para crianças nos EUA, disse em entrevista ao jornal The Independent que as tentativas de criminalizar seu trabalho estão "enraizadas em ódio homofóbico e transfóbico cansado e desinformação". 

"Me recuso a ceder a políticos que são muito intolerantes e chatos para compreender minha visão de um mundo em que todas as crianças possam se expressar com segurança quem eles são", disse. "Os esforços para criminalizar os shows de drags são apenas fumaça e espelhos para distrair os americanos da epidemia de tiroteios em massa no país", completou.

Agora você pode acompanhar o  iG Queer também no Telegram ! Clique aqui para entrar no grupo. Siga também o  perfil geral do Portal iG .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários