Akihiko Kondo e sua 'esposa', Hatsune Miku
Reprodução/Instagram
Akihiko Kondo e sua 'esposa', Hatsune Miku

Akihiko Kondo, um homem japonês de 38 anos e “fictosexual” – termo criado para se referir a pessoas que gostam e têm apreço por personagens 2D, mas não se trata de uma sexualidade real – casou-se há quatro anos com Hatsune Miku, personagem famosa da cultura pop. Segundo o jornal japonês ‘Mainichi’, Kondo disse que o relacionamento tem um obstáculo muito grande: ele não consegue se comunicar com a ‘esposa’. 

Mesmo reconhecendo que se trata de um relacionamento no mínimo peculiar, pois Akihiko tem consciência de que Hatsune Miku é apenas uma personagem, os sentimentos dele não mudam. Ele se apaixonou em 2017, graças a um Gatebox – máquina que permitia que os proprietários do dispositivo interagissem com os personagens por meio de hologramas e até se casassem com eles de forma não oficial. “Realizei a cerimônia de casamento porque pensei que poderia ficar com ela para sempre”, disse Kondo ao ‘Mainichi’.

A personagem, até onde se sabe, ajudou-o a enfrentar a depressão. Ele se familiarizou com ela em 2008, quando o bullying que sofria no trabalho acabou afetando diretamente sua saúde emocional e mental. “Fiquei no meu quarto 24 horas por dia e assisti a vídeos de Miku o tempo todo”, declarou ao ‘Mainichi’. Na época em que se casou com a cantora holográfica, Akihiko Kondo disse à BBC que existiam duas razões pelas quais ele tomou essa decisão: “A primeira é provar meu amor por Miku. A segunda é que há muitos jovens otakus como eu se apaixonando por personagens de anime. Quero mostrar ao mundo que os apoio”.

Agora é possível acompanhar todas as notícias do iG Queer:  é só entrar no nosso grupo do Telegram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários