Ariana Grande vai contra leis anti trans nos Estados Unidos
Instagram/Reprodução
Ariana Grande vai contra leis anti trans nos Estados Unidos

A cantora Ariana Grande afirmou em seu Instagram que vai ajudar a arrecadar e doar cerca de US$1,5 milhão, equivalente a R$6,9 milhões na cotação atual, para combater leis estaduais anti-trans que estão sendo criadas nos Estados Unidos. Ariana fez parceria com a organização Pledge, que arrecada fundos para diversas causas sociais, humanitárias e ambientais.

"Neste momento há milhares de projetos de leis vergonhosos na legislatura estadual que têm a juventude trans como mira e que querem restringir seus direitos. O impacto de lutar contra essas leis e políticas anti-trans são sentidos o ano todo por pessoas trans, suas famílias e entes queridos", escreveu Ariana nas redes sociais. A ação foi anunciada no dia 31 de março, data em que é celebrado o Dia Internacional da Visibilidade Trans.

Até o momento, foram arrecadados US$629.036 (R$2,9 milhões) pelo financiamento coletivo, que pode ser acessado neste link . O valor arrecadado será direcionado a 18 organizações em prol dos direitos de pessoas trans nos Estados Unidos. "As doações vão oferecer fundos para organizações que agem em defesa da juventude trans", afirmou a cantora.

De acordo com dados analisados da organização Freedom For All Americans, que atua a favor da comunidade LGBTQIA+ , cerca de 238 leis que visam limitar os direitos de pessoas LGBT foram propostas entre os dias 1º e 15 de março. O número corresponde a mais de três leis anti-LGBT ao dia, sendo que a maioria tem como alvo direto as pessoas trans.

Entre as legislações que visam cercear os direitos de pessoas trans está a Don't Say Gay, projeto de lei aprovado na Flórida que visa proibir a educação sexual de crianças nas escolas. A principal ação é o veto a menção de temas relacionados à diversidade sexual e identidade de gênero em sala de aula. Professores podem ser prejudicados e denunciados caso falem sobre o tema; além disso, alunos que demonstrarem "comportamento queer" poderão ser denunciados aos pais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários