Ryan Winnard comaprtilhou nas redes sociais o resultado das agressões
Reprodução/Facebook
Ryan Winnard comaprtilhou nas redes sociais o resultado das agressões

Ryan Winnard, de 21 anos, estava caminhando com o namorado Max Green, de 18 anos, na Coronation Road em Radcliffe, Bury (Manchester, Inglaterra), quando um grupo de homens usando balaclavas (uma touca que deixa apenas os olhos à mostra) roubou os pertences deles e os agrediu. Winnard compartilhou no Facebook algumas imagens que mostram o resultado das agressões e disse que o grupo utilizou um martelo, gerando ferimentos pelo rosto e joelhos dele. 

Ele ainda afirmou que o grupo proferiu insultos homofóbicos e levou seu casaco, bolsa, telefone, as chaves de casa, cartões bancários e sapatos, além dos pertences do namorado. “Eu e meu namorado fomos violentamente atacados ontem por volta das 20h15 em Radcliffe, a caminho de casa dos avós”, disse via Facebook. “Cerca de seis rapazes nos alvejaram puramente com base no fato de que estávamos ligando na rua”, continuou. “Estou enviando este post porque estou totalmente sem palavras sobre como as pessoas pensam que não há problema em nos alvejar porque somos gays”. 

Ryan Winnard disse que entrou em contato com a polícia, mas declarou ao Manchester Evening News que levou mais de duas horas até que os serviços de emergência desse algum retorno. Em comunicado a Polícia da Grande Manchester declarou: “Investigações estabeleceram que um grupo de cerca de cinco a seis pessoas, usando balaclavas, abordou dois homens antes de agredi-los e roubar propriedade deles, incluindo um telefone. Os homens também sofreram abusos verbais do grupo. Nenhuma prisão foi feita e as investigações estão em andamento”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários