Jair Bolsonaro faz discurso transfóbico em igreja evangélica no Maranhão
Reprodução/Facebook
Jair Bolsonaro faz discurso transfóbico em igreja evangélica no Maranhão

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um discurso em uma igreja evangélica em Imperatriz, no Maranhão, no qual defendeu ideias transfóbicas, além de ataques contra o direito a legalização do aborto.

Na noite desta quarta-feira (13), o presidente declarou: “O que nós queremos é que o Joãozinho seja Joãozinho a vida toda. A Mariazinha seja Maria a vida toda, que constitua família, que seu caráter não seja deturpado em sala de aula”.

Bolsonaro continuou o discurso defendendo a ideia de família tradicional constituída por “homem, mulher e prole”. Ainda no discurso, Bolsonaro falou sobre “defender a vida desde a concepção”, lembrando que o presidente eleito em 2022 indicará dois novos nomes ao Supremo Tribunal Federal (STF).

"O que alguns querem para o nosso Brasil? Querem aprovar o aborto como se fosse a extração de um dente. Dizem que isso é questão de saúde e não uma questão de acreditar que a vida começa na concepção”, disse, sem mencionar nomes.

Aos apoiadores presentes, o presidente prometeu que não irá indicar “abortistas” para o STF e que, caso seja reeleito, colocará nomes que pensam “exatamente como nós, que tem a nossa crença”, lembrando os já indicados por ele, como Kássio Nunes Marques e André Mendonça.

O atual presidente do Brasil foi a Imperatriz para participar da 35ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção dos Ministros das Igrejas Evangélicas Assembleias de Deus. Bolsonaro também aproveitou o horário de expediente para participar de uma motociata com apoiadores.

Acompanhe o iG Queer também no Telegram! Siga também o  perfil geral do Portal iG e fique por dentro de tudo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários