Em entrevista recente, o astro de “Guardiões da Galáxia” confirmou nunca ter frequentado a igreja Hillsong, conhecida por seu discurso contra a população queer
Divulgação
Em entrevista recente, o astro de “Guardiões da Galáxia” confirmou nunca ter frequentado a igreja Hillsong, conhecida por seu discurso contra a população queer

O ator Chris Pratt, conhecido por seu papel em “Guardiões da Galáxia”, disse que não tem relação com a igreja Hillsong na edição de julho/agosto da revista Men’s Health em entrevista divulgada nesta terça-feira (28). Isso porque, em 2019, ele foi acusado de frequentar a igreja, que defende um discurso anti-LGBTIAP+. À época, o astro foi criticado abertamente pelos internautas e pelo ator Elliot Paige.

“Recentemente, foi sugerido que eu pertenço a uma igreja que ‘odeia um certo grupo de pessoas’ e é ‘infamemente anti-LGBTQ’. Nada poderia estar mais longe da verdade. Eu sou um homem que acredita que todo mundo tem o direito de amar quem quiser, livre do julgamento de seus semelhantes“, argumentou ele no período da polêmica.

Entretanto, recentemente, revelou nunca ter frequentou o local. “Eu nunca fui para a Hillsong. Eu nunca estive na Hillsong. Não conheço ninguém dessa igreja“, afirmou. Questionado do porquê não falou isso antes, Pratt rebateu: “E eu vou jogar uma igreja debaixo do ônibus?!“.

Na entrevista, Pratt também falou sobre a polêmica envolvendo sua esposa, Katherine Schwarzenegger, e seus filhos, que aconteceu em novembro de 2021. Na ocasião, ele publicou uma foto agradecendo a atual mulher por ter lhe dado uma filha “saudável”. Com isso, foi acusado de desmerecer o filho de seu primeiro casamento, que nasceu prematuro e passou por alguns problemas de saúde. Além disso, a publicação foi vista como uma forma de atingir a atriz Anna Faris, com quem Chris teve seu filho Jack.

“Foi f*da. Jack vai ler isso algum dia. Ele tem 9 anos. E agora isso está gravado para sempre no mundo digital. Isso realmente me incomodou. Eu chorei por causa disso”, revelou sobre o caso. 

Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram!  Clique aqui para entrar no grupo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários