Terceira e última temporada de Love, Victor vai focar na auto descoberta do protagonista
Star+ Brasil
Terceira e última temporada de Love, Victor vai focar na auto descoberta do protagonista


A terceira e, para infelicidade dos fãs, última temporada de Love, Victor estreia nesta quarta-feira (15), na plataforma de streaming Star+. A série é um spin-off da comédia romântica Love, Simon  e retrata a história de Victor ( Michael Cimino ), um adolescente que se descobre queer e precisa lidar com a resistência da mãe católica, além dos conflitos internos e os primeiros passos na vida afetiva.

O iG Queer conversou com os atores Anthony Keyvan e Ava Capri sobre a última temporada da série. Na entrevista, os artistas falaram sobre a importância que séries que focam na diversidade têm para geração que está crescendo e acompanhando essas produções.


"Eu só consigo imaginar que, enquanto eu estava crescendo, se eu tivesse este tipo de série para assistir, o quanto elas significariam para mim. Ser capaz de ver você refletido, eu sinto que é uma lacuna quando você cresce sendo uma pessoa queer", comenta Ava que interpreta a personagem Lucy, uma menina bissexual. "Eu acho que ter séries que você pode assistir e dizer: 'Oh, está aí!', é tão significativo”, completa a atriz.

Já Anthony chama o momento atual, com papéis mais inclusivos nas produções, de uma "virada de página" da indústria do entretenimento.

"Estamos vendo muito mais séries e muito mais personagens que são mais diversificados e que são capazes de representar comunidades que não tinham sido representadas na tela antes [...] Eu sinto que 'Love, Victor', de certa maneira, foi catalisador", diz o ator.

O intérprete de Rahim, um dos interesses amorosos do protagonista de "Love, Victor", ainda se diz "animado" com os rumos que as produções atuais estão tomando.

"Muitos shows estão concentrados em pessoas queer, pessoas pretas, e contam histórias que estão fundamentadas e que são relacionáveis com a experiência queer. Eu estou animado em fazer parte disso, ter a oportunidade de ver o resultado disso, ver como a indústria vai aceitar isso e seguir em frente”, finaliza.



Ava Capri e Anthony Keyvan também falaram sobre rumos que Lucy e Rahim tomarão nesta terceira e última temporada da série.

A segunda temporada de 'Love, Victor' acaba em clima de suspense e deixa os fãs na dúvida sobre quem o protafonista vai escolher como namorado: Rahim ou Benji ( George Sear ). Anthony revelou para quem vai a sua torcida.

"Acho que a minha visão mudou. Eu acho que os dois [Rahim e Benji] seriam escolhas incríveis. Eu acho que Rahim e Victor têm um nível de entendimento em serem pessoas queer não-brancas, além de virem de casas onde há menos aceitação. Eles têm isso em comum e podem se identificar um com o outro", defende o ator.


A família de Victor é latina e católica, enquanto que a de Rahim é iraniana e muçulmana. Anthony acredita que essas origens contribuem para a aproximação dos personagens, mas isso não exclue as chances de Benji em firmar uma relação com o protagonista.

"Com o Benji, há uma história ali. Há algo sobre dizer: 'Eu sou o seu primeiro amor'. Eu sinto que o Benji mexe com o Victor em maneiras que Rahim não consegue, e eu não posso ficar aqui dizendo qual deles eu prefiro”, brinca Anthony.

Ava Capri também comentou sobre os rumos que Lucy deve tomar nesta última temporada, já que a personagem vai se envolver com Lake ( Bebe Wood ).

"É engraçado porque nós começamos a gravar [a terceira temporada] na mesma noite que terminamos a segunda. E eu sinto que, por conta disso, nós realmente vamos conseguir ver um crescimento natural e orgânico da dinâmica entre Lake e Lucy, e eu amo isso. Amo que não têm intervalos na história delas. Eu não quero dizer muito, mas eu estou muito orgulhosa do que fizemos. E eu acho que as pessoas realmente vão gostar", afirma a atriz.



Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram!  Clique aqui para entrar no grupo . Siga também o perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários