Hunter Schafer denuncia boate por barrar sua assistente pessoal trans
Reprodução/Instagram
Hunter Schafer denuncia boate por barrar sua assistente pessoal trans

Hunter Schafer, que interpreta Jules na série “Euphoria” da HBO , expôs uma denúncia contra a boate Silq em Düsseldorf, Alemanha depois do segurança do local impedir a entrada de sua assistente pessoal, que também é uma pessoa trans. Em um vídeo ao vivo do Instagram, a atriz se filmou confrontando o segurança.

"[Você] disse que minha amiga não poderia entrar porque ela é trans… Você está ao vivo para sete milhões de pessoas", disse ela, referindo-se a seus seguidores.

Dirigindo-se a seus seguidores,  Schafer disse: "Não venha para Silq, não é seguro para os transgêneros". O segurança foi ouvido recusando-se a dizer a Schafer seu nome no vídeo.

O vídeo mostra ainda Schafer sendo abordada por uma fã para tirar foto. Nesse momento, ela volta a dizer que: "Na verdade, estou muito chateada com este lugar agora, porque eles são transfóbicos. Não deixaram minha assistente entrar porque ela é trans".

Saindo do clube noturno, Schafer concluiu: "Internet, faça o que você faz, leve-os para fora".

Os fãs elogiaram Schafer por usar sua plataforma para chamar a atenção para a injustiça.

Após o posicionamento de Hunter, a boate Silq postou uma imagem da bandeira trans e uma mensagem de desculpas em seu Instagram. No post, a casa noturna pediu desculpas diretamente à Schafer, escrevendo: "Pedimos desculpas neste momento à Hunter Schafer... este tipo de coisa não tem lugar em nosso mundo e simplesmente não deve acontecer".

O clube também confirmou que o segurança foi demitido do local do evento, acrescentando: "Nós, os Silq somos e continuamos a ser um clube LGBT Friendly". A postagem completa dizia:

"Aquele que cometeu um erro e não o corrige, comete outro".

A música eletrônica é amor e não ódio. Quem não respeita os princípios da música eletrônica não têm lugar em nosso mundo colorido. Neste momento, pedimos desculpas à Hunter Schafer e à sua empresa pelo mal-entendido à nossa porta na noite de sábado para domingo. Este tipo de coisa não tem lugar em nosso mundo e simplesmente não deve acontecer. Por este meio, nos distanciamos expressamente de qualquer forma de discriminação. Após uma conversa com o funcionário de segurança correspondente, ele foi dispensado hoje. Nós, os Silq somos e continuamos sendo um clube LGBT Friendly e esperamos ansiosamente por muitas outras grandes noites com você.

Schafer não respondeu publicamente ao pedido de desculpas.

Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram!  Clique aqui para entrar no grupo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários