Saiba como montar composições de outono-inverno, incluindo propostas agênero
Karolina Grabowska/Pexels
Saiba como montar composições de outono-inverno, incluindo propostas agênero


Com a chegada do outono-inverno, saber quais roupas tirar ou manter no armário é uma questão que pode gerar dúvidas. Em vista disso, manter-se por dentro das tendências se mostra um bom começo para montar composições – seja para o dia a dia ou para ocasiões especiais. A consultora de moda e imagem Karine Rodrigues destaca o que está em alta para a época este ano.

“As principais tendências da estação ficam para o Color Blocking, essa explosão de cores contrastantes que estamos tendo, que reflete alegria, leveza e personalidade, fazendo uma lembrança com os anos 1980 e 1990. Temos também o Western/Faroeste, entrando no rústico, no aconchegante, em algo mais campestre, trazendo fluidez com botas de cowboy e elementos mais folks. Glam Rock também: combinação de elementos e acessórios mais pesados misturados com peças mais românticas e femininas. E esse lado mais colegial, com xadrez, cintura baixa, vinil, oversized que resgatam lembranças dos anos 2000”, explica.

Dentro dessas tendências, ao ser questionada pelo iG Queer sobre como a vertente agênero pode ser explorada, a especialista lista algumas possibilidades que podem funcionar bem dentro dessa proposta.

“Os jeans com lavagens mais claras estão com tudo e dessa vez não tão ajustados, a modelagem mais oversized domina a temporada com peças mais amplas. Além disso, o mocassim foi trazido à tona, tanto os mais clássicos como também os mais robustos, com solas tratoradas. Os moletons também e a bomber estilo colegial também voltam para a cena”, sugere. 

Levando em consideração os calçados, Karine também traz algumas possibilidades que a estação coloca em alta, principalmente levando em conta o conforto e a funcionalidade tão essenciais para o outono-inverno. As solas tratoras estão com tudo, trazendo esse elemento mais pesado, cool, moderno e fashionista.

"O mocassim, sem dúvidas, é uma ótima aposta, assim como o coturno. Falando de botas, as de comprimento de cano midi trazem um toque charmoso e descolado para estação, assim como botas coloridas e metalizadas. O elemento rústico e confy fica para as papetes e botas cowboy, mas para quem prefere algo mais sofisticado também encontramos muitos sapatos com vinil, amarrações, com cores vibrantes, tons terrosos e metalizados”, indica. 

Leia Também

Com tantas opções disponíveis, saber exatamente por onde começar pode ser um problema. Por conta disso, a consultora destaca que o primeiro passo ideal é descobrir o que deixa cada um mais confortável dentro das tendências atuais. Muito importante entender qual tendência a pessoa mais se identifica dentro dos seus estilos.

Leia Também

"Por exemplo, se ela já tem um estilo mais básico e funcional, ela não vai gostar de uma trendy muito ousada e descolada. Respeitar essa essência e saber usar a moda de um jeito que combine com ela é essencial. Às vezes podem ser detalhes para trazer à tona essas tendências para a produção ou até guarda-roupa, apostar em acessórios, terceira peça, um sapato, uma bolsa, pois assim ela consegue inserir a tendência de forma menos ousada na composição”, esclarece. 

Para rebuscar ainda mais a composição, apostar em acessórios é uma opção bastante válida. Para combinar com o que está em alta para a estação, Karine expõe duas possibilidades mais democráticas: cintos estão super em alta, um acessório atemporal que arremata a produção, hoje principalmente com elementos rústicos, étnicos e bordados e com pedrarias, por exemplo.

"Lenços também são acessórios clássicos e compõem um look moderno dentro das tendências do momento. Além de bags no estilo meia lua/baguete”, completa.

Para aproveitar ao máximo essa época do ano, a especialista ressalta que uma boa forma de se manter sempre atualizado em qualquer tendência é manter peças-chave dentro do guarda-roupa. 

“Antes de tudo olhe seu armário, a moda é cíclica e tem esse giro e muitas tendências voltam à tona, claro sempre com uma releitura do momento, mas muitas vezes você já pode encontrar algo que remeta à tendência no seu guarda-roupa. Meu conselho antes de sair comprando tudo, é isso. Aí você pode investir em peças e/ou acessórios-chave que complementem aquilo que você já tem no seu armário, para ficar algo funcional”, aponta.

Ela também ressalta que a moda é democrática e, portanto, não deve limitar as composições de ninguém. Independentemente de quaisquer tendências, é fundamental estar confortável acima de tudo. 

“Acredito muito que não existe certo ou errado, mas aquilo que a pessoa se identifica e se sinta bem usando. A moda é comunicação, então a partir do momento que você veste ou usa algo, é para expressar a sua personalidade, por isso acredito muito no estilo e na identificação, não dá para usar só por usar, hoje em dia a moda está muito mais democrática e sem regrinhas muito padronizadas”, conclui.

Agora é possível acompanhar todas as notícias do iG Queer:  é só entrar no nosso grupo do Telegram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários