Golda Rosheuvel disse em entrevista que sempre teve apoio da família
Divulgação/Netflix
Golda Rosheuvel disse em entrevista que sempre teve apoio da família

A atriz britânica que retorna como Rainha Charlotte na segunda temporada da série, que estreia na Netflix nesta sexta-feira (25), disse em entrevista à revista ‘Out’ que já foi avisada para abafar a própria sexualidade, mesmo sendo abertamente LGBT. “Lembro que me disseram… ​​que [sair do armário] ia arruinar minha carreira”, declarou. “Quero dizer, é besteira”. Golda Rosheuvel acrescentou ainda que o aviso veio de uma atriz lésbica que ela acreditava estar segura de si mesma. “Revelou muito sobre ela e suas inseguranças e o que ela estava passando”, disse. 

Apesar disso, Golda pontuou que ter recebido este aviso a fez pensar sobre quem ela é e qual espaço quer ocupar, o que acabou lhe dando forças. “Mas acho que isso realmente me empoderou; realmente me fez olhar para mim mesma e pensar: Como eu quero ser? Como eu quero me representar no mundo?”. A atriz também falou um pouco à revista ‘Out’ sobre como se assumiu, ressaltando que, apesar do pai ser padre, teve muito apoio familiar. “Você pensaria que [meu pai] seria como: 'Inferno, você vai para o inferno.' Absolutamente nada disso”, ela disse. 

Ainda sobre os pais, Golda Rosheuvel acrescentou: “Eles tinham amigos queridos que são gays… e eles trabalhavam na comunidade com indígenas, com refugiados, com gays e lésbicas, transgêneros, [todos] passaram pela nossa casa. Sempre houve alegria e risos e música e conversas e discussões sobre o mundo e sobre os tempos que estávamos vivendo. Me sinto muito abençoada”.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários