Confira filmes de Natal LGBTQIA+ para assistir neste fim de ano; na foto,
Reprodução
Confira filmes de Natal LGBTQIA+ para assistir neste fim de ano; na foto, "Alguém Avisa?"

Uma boa maratona de filmes de Natal pode ser uma tradição de fim de ano tão sagrada quanto montar a árvore de Natal ou preparar uma bela ceia. Cheios de clichês, romance e finais felizes, o momento pode ser crucial para recarregar as energias para as festas e para o ano que está por vir. Para quem quer aproveitar o Natal de forma mais queer possível, pode-se incluir títulos de filmes de Natal LGBTQIA+ no cronograma da maratona.

O iG Queer selecionou 13 títulos natalinos com representatividade LGBT. Os longas vão além de abordagens sobre amizade e amor e exploram situações que toda pessoa LGBTQIA+ vai conseguir se identificar.

Single All The Way

Divulgação/Netflix
"Single All The Way"

Lançamento da Netflix, esse é o primeiro filme natalino gay da plataforma de streaming  e chegou ao catálogo no último dia 2. O filme narra a história de Peter (Michael Urie), um garoto gay que pede para que seu melhor amigo, Nick (Philemon James), finja ser seu namorado durante o Natal para evitar que sua mãe faça perguntas sobre o fato de ele estar solteiro. No entanto, a família toda surpreende Peter quando tenta arranjar um amor para ele.

The Bitch Who Stole Christmas

Reprodução
"The Bitch Who Stole Christmas"

Fãs de “RuPaul’s Drag Race” podem ficar bem felizes, já que RuPaul e outras 20 ex-competidoras do reality show estão no elenco do filme “The Bitch Who Stole Christmas” (“A Vadia Que Roubou o Natal”, em tradução livre), que estreou este ano na VH1 norte-americana. Também estão no elenco Laganja Estranja, Gottmik, Heidi N Closet, Latrice Royale e Kylie Sonique Love.

A comédia de Natal conta a história de uma jornalista de moda chamada Halston (Krysta Rodriguez), que vai a mando de seu editor (RuPaul) escrever sobre uma história de uma cidade que ama o Natal. Lá, ela se vê no meio de um baile de inverno deslumbrante disputado por donas de casas locais.

Under The Christmas Tree

Reprodução
"Under The Christmas Tree"

Com direção de Lisa Rose Snow, “Under The Christmas Tree” também foi lançado em 2021 e é o primeiro romance lésbico lançado pelo canal estadunidense Lifetime. O longa segue Alma (Elise Bauman) e Charlie (Tattiawna Jones), que se encontram depois que Charlie encontra a árvore de Natal perfeita para a celebração do feriado do governador do Maine. A tal árvore está no quintal da casa de Alma. A relação delas é conflituosa no início, mas logo se transforma em afeto e romance.

Deixe a Neve Cair

Reprodução
"Deixe a Neve Cair"

Inspirado em um livro do escritor John Green, o mesmo de “A Culpa É das Estrelas” e “Cidades de Papel”, “Deixe a Neve Cair” (2019) conta três histórias de amor enquanto uma nevasca atinge a cidade de Gracetown, na véspera de Natal. Diferente do livro, uma das histórias narradas é vivida por um casal homoafetivo.

Dorrie (Liv Hewson) trabalha em uma cafeteria e conta para sua melhor amiga que está gostando de Kerry (Anna Akana), uma líder de torcida. Logo depois, a própria Kerry aparece no café e não parece dar atenção para Dorrie. No entanto, as duas trocam um beijo no banheiro do restaurante que pode mudar tudo.

Alguém Avisa?

Reprodução
"Alguém Avisa?"

Harper (Mackenzie Davis) chama sua namorada, Abby (Kristen Stewart), para passar o Natal ao lado da família dela, que é muito tradicional e realiza ceias bem elaboradas todos os anos. É só ao chegar à casa dos pais que Harper percebe que tem mantido seu relacionamento com Abby em segredo, já que os pais são mais conservadores.

Carol

Reprodução
"Carol"

O aclamado filme se passa na década de 1950 e segue Therese (Rooney Mara), uma garota que aceita trabalhar em uma loja de departamentos, mas que não está feliz com o que faz. Lá, ela conhece Carol (Cate Blanchett), uma mulher misteriosa, elegante e que parece gostar de Therese. As duas desenvolvem um laço amoroso que pode ser considerado perigoso para ambas.

Leia Também

(Continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

A New York Christmas Wedding

Reprodução
"A New York Christmas Wedding"

Às vésperas de seu casamento, Nia (Jennifer Ortiz) é visitada por um anjo da guarda que começa a mostrar para ela como sua vida teria sido se ela tivesse seguido seus sentimentos por sua melhor amiga de infância. A história conta com bons clichês natalinos e aborda a repressão que pessoas LGBTQIA+ geralmente sentem na infância e na adolescência.

The Thing About Harry

Reprodução
"The Thing About Harry"

Sam (Jake Borelli) é um jovem gay que precisa se reunir com seu antigo colega de escola, Harry (Niko Terho). O que torna a relação de ambos ainda mais difícil é o fato de que Harry fazia bullying com Sam na época do colégio. No entanto, eles acabam virando amigos, até que Harry revela que passou a se identificar como pansexual e a relação deles se torna um romance.

Too Cool for Christmas

Reprodução
"Too Cool for Christmas"

O filme conta a história de uma adolescente que não quer passar o Natal com a família tem uma particularidade que o tornou forte dentro da comunidade. Acontece que os pais da garota em “Too Cool For Christmas” (2004) são dois homens. No entanto, a versão popular do filme é “A Very Cool Christmas”, lançado no mesmo ano, que conta com um casal heterossexual no lugar do casal homoafetivo. As cenas do filme são idênticas, a não ser pela diferença dos casais em cada versão.

Esse fato foi descoberto e viralizou na internet em 2019, fazendo com que o diretor do filme, Sam Irving, comentasse o caso. Ele explica que o estúdio pediu que duas versões fossem feitas, mas que a ideia original sempre foi que a adolescente tivesse dois pais.

“Naquela época, as pessoas ainda tinham a mente fechada para personagens gays. Os produtores me disseram que, se fizéssemos duas versões para cada mercado, havia mais chances de vender o filme para mercados mais lucrativos”, afirmou em 2019 ao BuzzFeed News.

Make the Yuletide Gay

Reprodução
"Make the Yuletide Gay"

Lançado em 2009, o filme conta a história de Gunn (Keith Jordan), um garoto que é assumidamente gay na faculdade que estuda. No entanto, ele precisa fingir que é hétero para a família ao voltar para a casa dos pais no Natal. No entanto, Nathan (Adamo Ruggiero), a quem ele se refere como “seu colega de quarto”, aparece e os dois não conseguem conter seus desejos e a atração um pelo outro.

Anna and the Apocalypse

Reprodução
"Anna and the Apocalypse"

Quem adora musicais, filmes de Natal e zumbis precisa assistir a “Anna and the Apocalypse”; a cereja do bolo é que o longa é recheado de personagens queer. O filme segue Anna (Ella Hunt), uma adolescente que vive em uma pacata cidade que foi infestada por zumbis bem na época de festas de fim de ano. Ela se une a John (Malcolm Cumming), seu amigo, e Steph (Sarah Swire), uma coreógrafa lésbica, para salvar sua vida enquanto se esconde na escola.

Season of Love

Reprodução
"Season of Love"

O longa lançado em 2019 é uma comédia romântica que acompanha a vida de três casais formados por mulheres lésbicas, cada um bem diferente do outro, que precisam lidar com diversos aspectos de suas vidas amorosas antes das festas de fim de ano.

O filme tem direção de Christin Baker, produtora, diretora e roteirista lésbica que criou o serviço de streaming, Tello Films, que visa produzir séries e filmes com foco na comunidade lésbica.

The Christmas Setup

Reprodução
"The Christmas Setup"

Hugo (Ben Lewis) recebe uma ótima promoção no trabalho, mas entra em conflitos quando descobre que, caso aceite, ele deverá se mudar para Londres. Em vez de se tornar uma notícia feliz, as decisões acabam sendo mais difíceis já que Hugo precisa refletir sobre se deve escolher sua carreira ou seu namorado, Patrick (Blake Lee).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários