Trans Clinic da Cidade do México
Reprodução/AFP
Trans Clinic da Cidade do México


De acordo com informações veiculados pelo El Nacional, a Trans Clinic da Cidade do México é a primeira clínica dedicada à população trans do país, coloca em funcionamento na campanha da prefeita Claudia Sheinbaum. As instalações abrigam 32 funcionários, sendo que 11 deles são mulheres e homens trans que dão suporte e segurança aos usuários. 

Localizada em um prédio de dois andares no centro da cidade, a clínica possui dois clínicos gerais e quatro especialistas. O espaço não oferece cirurgias à população trans, mas emite autorizações, se necessário for, para que os usuários sejam atendidos em hospitais públicos. Em seis semanas de funcionamento, a clínica já recebeu 200 pessoas, cuja principal demanda é o atendimento psicológico, terapias hormonais e cirurgia de redesignação. 


Neste primeiro momento, o objetivo é focar na população da capital, mas há intenção de expandir o atendimento em outros estados, de acordo com Oyuki Martínez, assessora da clínica e ativista trans, que cedeu sua fala ao El Nacional. Informações da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) apontam que a expectativa de vida para a população transgênero no México é de 35 anos, em comparação aos 77 anos vividos em média pelo resto dos residentes do país.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários