Josh Cavallo é o único jogador de futebol masculino de alto nível em atividade a se assumir gay
Sarah Reed/Getty
Josh Cavallo é o único jogador de futebol masculino de alto nível em atividade a se assumir gay

O jogador de futebol australiano, Josh Cavallo, recebeu elogios pela coragem de se assumir gay nas redes sociais, no último dia 27 de outubro, se tornando o único jogador de alto nível no futebol masculino assumidamente homossexual.

Em entrevista ao Herald Sun, Cavallo disse que o amigo Thomas Beattie, um ex-jogador de futebol inglês, que se assumiu gay após a aposentadoria o inspirou a se assumir e ajudar outros jovens LGBTQ+ na luta.

“Ele tem trabalhado próximo a mim e me disse: 'Josh, você pode ter os dois, pode mudar o mundo, pode fazer isso' e ele abriu meus olhos para isso”, disse ele

Ele queria “ajudar a mudar ou salvar a vida de alguém” porque poderia haver “alguém do outro lado do mundo lidando com a mesma dor que eu e Tommy passamos”, explicou.

“Isso pode levar ao suicídio ou levá-los a lugares sombrios”, acrescentou. “Mas quero compartilhar o lado positivo disso e ver a reação que recebi e como todos ficam felizes com isso”.

Leia Também

Cavallo disse ainda que havia um motivo especial para ele ter decidido se assumir no dia 27 de outubro: é a data de aniversário de casamentos dos pais dele, a data do falecimento do querido avô e também o número da camisa que usa no Adelaide United.

“Eu queria fazer isso no dia 27 porque esse é o meu número”, disse ele. “É um número muito especial na família”.

Ele também descreveu como as duas tatuagens que tem no braço são uma homenagem ao avô, que foi o “melhor amigo enquanto ele crescia”. Uma tatuagem é a data em que o avô morreu em algarismos romanos, e a outra está escrito "Descanse".

Cavallo disse ter pensado muito no avô nas últimas semanas e que só quer deixá-lo orgulhoso. Ele também se abriu mais sobre a reação e o apoio que recebeu dentro do ambiente esportivo e dos fãs desde que se assumiu. Cavallo disse que agora pode “dormir com orgulho, felicidade e alegria” no coração e que agora pode voltar a sorrir - o que ele disse não acontecer há seis anos.

“Eu esqueci como é isso. É louco", completou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários