O homem ficou assustado com a reação de Gabriel e ainda tentou desferir um soco contra um homem com Síndrome de Down que tirava fotos
Reprodução
O homem ficou assustado com a reação de Gabriel e ainda tentou desferir um soco contra um homem com Síndrome de Down que tirava fotos


Na última segunda-feira, 11, um grupo de amigos LGBTQ+ de Brasília foi alvo de ataques homofóbicos e transfóbicos enquanto passeava por Balneário Camboriú, Santa Catarina. Em vídeo feito por eles, pode-se ouvir o momento em que um homem não identificado grita: ‘sai da frente, viadinho!’. 

Tudo aconteceu durante uma viagem em celebração ao aniversário da artista drag Pikineia. Ela contou ao Metrópoles que o grupo andava pelos arredores da roda gigante da cidade quando pararam para tirar fotos. “Na hora que tirei a foto, a gente ouviu um homem gritando para sair da frente e falou: ‘Senão vou te dar um chute na bunda que vai parar na lua’”, contou ela. 


Leia Também

A imagem foi feita com um recurso que grava segundos antes e depois do momento em que o click é feito, inclusive o áudio, o que possibilitou que os insultos fossem registrados. Ainda ao Metrópoles, Pikineia disse ter ficado sem reação. “Fiquei parada e observando o homem. Ele saiu pela passarela onde estávamos e foi xingando todo mundo. Homem, mulher, qualquer um que aparecesse”, declarou. 


O influenciador digital Gabriel Nunes, um homem cis gay, decidiu revidar os ataques. “Eu fui até ele, tirei satisfação e, mesmo assim, ele continuou xingando de viadinho”, contou. Mesmo após ser derrubado, o homem levantou-se e continuou com os xingamentos. Após ficar assustado com a reação de Gabriel, acabou indo embora. De acordo com Pikineia e Gabriel, o sujeito ainda tentou acertar um homem com Síndrome de Down que tirava fotos. “Ainda bem que não acertou. Depois, ainda parou um homem sem camisa, falou algo que não deu para ouvir e tomou um soco na cara”, disse Pikineia.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários