Stéfany Ferreira de Oliveira, 38, foi assassinada dentro de casa
Reprodução
Stéfany Ferreira de Oliveira, 38, foi assassinada dentro de casa


Uma mulher trans da cidade de Cassilândia, Mato Grosso do Sul, foi assassinada e teve seu corpo encontrado em casa na última sexta-feira (15). O suspeito de assassinar Stéfany Ferreira de Oliveira, 38, é o namorado, de 31 anos.

O corpo de Stéfany foi encontrado pelo pai, de 60 anos. A polícia afirma que a casa tinha muitas marcas de pneu e sangue. O corpo da mulher tinha várias marcas de violência e de esfaqueamento. A faca usada estava debaixo da cama.


Segundo informações do boletim de ocorrência, a mãe de Stéfany afirmou que a filha não entrava em contato há dois dias. No entanto, um dia antes, ela recebeu mensagem de ex-genro. "Adeus, luto", dizia a mensagem. Ele também dizia que as chaves da casa e da moto de Stéfany estavam em um armário na rodoviária da cidade.

Segundo testemunhas, Stéfany foi vita pela última vez na quarta-feira (13) e o homem foi visto deixando o local com a moto dela. Os vizinhos afirmam ter achado estraho, já que ela não permitia que ninguém usasse sua moto. O suspeito teria embarcado em um ônibus para Cuiabá na quinta-feira (14), às 16h. A polícia está em contato com agentes de Cuiabá em busca do homem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários