Juju expôs que sofre bullying por produto inserido no rosto
Reprodução/Instagram
Juju expôs que sofre bullying por produto inserido no rosto


Juju Oliveira, que em agosto de 2020 veio a público revelar ser vítima de bullying por ser apelidada de 'Fofão' nas ruas por conta do rosto deformado, pediu ajuda financeira nas redes sociais. Ela teve o rosto deformado após injetar óleo mineral.


A gaúcha de Passo Fundo (RS) disse que precisava arrecadar uma quantia para pagar exames e comprar uma passagem para São Paulo, onde se consultaria com um especialista para tentar retirar o produto do rosto. Sem sucesso, ela pede dinheiro para se sustentar. 

Você viu?

"Não tenho como me sustentar. Por isso preciso, sim, pedir Pix", diz ela em uma postagem, revelando que não tem recebido mais ajudas. "Fico muitas vezes sem almoçar, tenho que ir dormir com fome, pedindo pix e ninguém ajudando. Por favor, me ajudem", escreveu em outra publicação. 

Em 2020, ela criou uma vaquinha para fazer a cirurgia. Na época, foi acusada de usar o dinheiro para comprar moto e roupas. Em abril, Juju veio a público dizer que doou os R$ 20 mil arrecadados para uma instituição de caridade. Desde então, conta com a ajuda dos seguidores para viver. 

Juju contou que ao fazer um exame, descobriu que o produto injetado no rosto era óleo mineral e não silicone industrial, o que provocou a deformação.

"Eu paguei por silicone industrial. O rosto ficou muito diferente. Hoje fui buscar o exame e descobri que não se trata do silicone. Eu fui três vezes na pessoa que aplicou e olha o que colocaram no meu rosto: óleo mineral. E o que é o óleo mineral? Laxante para cagar! Eu fiz a primeira bombação, não vi resultado. Fiz três vezes. Encheram a minha cara de laxante. No primeiro ano ficou muito bom, e depois não parou de aumentar, deformar", contou ela aos seguidores no Instagram.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários