O 1º Pajubá – Festival de Cinema LGBTI+ do Rio de Janeiro vai até domingo (14) com programação online
Reprodução/O Dia
O 1º Pajubá – Festival de Cinema LGBTI+ do Rio de Janeiro vai até domingo (14) com programação online

O 1º Pajubá –  Festival de Cinema LGBTI+ do Rio de Janeiro chega ao fim no próximo domingo, dia 14 de março, mas ainda dá para conferir boa parte de sua programação. O evento é transmitido pela internet gratuitamente e oferece uma série de atividades aos espectadores interessados em cultura e diversidade sexual. Diariamente, o festival exibe 35 filmes diversos em estética, enredo e linguagem, 30 deles selecionados pela curadoria dentre mais de 272 inscrições. O Pajubá também oferece debates com os realizadores, seminários e masterclasses com temáticas como roteiro, criação de coletivos e políticas de visibilidade. Veja programação completa abaixo e em www.pajubafestival.com.br, de onde serão exibidos os curtas.

Os curtas estão divididos em quatro mostras, sendo três delas competitivas, que são: Mostra Brasil Ficção, Mostra Brasil Documentário e Mostra Regional Fluminense, que promove exclusivamente criadores do estado do Rio de Janeiro. Durante uma semana, público e um júri técnico poderão votar em seus curtas favoritos e ajudar a eleger os premiados deste ano em categorias como melhor filme, atuação e prêmio especial. Além dos troféus, os premiados ainda receberão os filmes em formato de acessibilidade.

Também haverá a exibição de cinco curtas sobre importantes personalidades que usam sua arte, corpos e lideranças para promover a igualdade de direitos para a comunidade. Na Mostra Paralela Atraque foram selecionados os filmes “Majur” (2018), “Tailor” (2017), “Lua” (2017), “Ingrid” (2016) e “Diário de Márcia” (2011).

A cerimônia de encerramento, comandada pelas drag queens Palloma Maremoto e Maybe Love, gravada seguindo todos os protocolos sanitários exigidos, será transmitida no dia 14 de março, encerrando o evento e revelando os filmes vencedores em seis categorias de premiação.

Ao longo de todo o período de inscrição, seleção e realização do evento, as redes sociais do festival divulgam informações oficiais. Criado, planejado e executado por um time de 30 profissionais de minorias sociais, o 1º Pajubá – Festival de Cinema LGBTI+ do Rio de Janeiro é apresentado pelo Governo Federal, Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, Prefeitura do Rio de Janeiro e Secretaria Municipal de Cultura, através da Lei Aldir Blanc. O evento é uma realização da Cinetrupe Produções em parceria com a Um Silva Cultura e Conteúdo.

PROGRAMAÇÃO:

SEXTA, 12 DE MARÇO


19:00 - MASTERCLASS 1: COLETIVO (Live YouTube)


SÁBADO, 13 DE MARÇO


19:00 - MASTERCLASS 2: ROTEIRO (Live YouTube)


DOMINGO, 14 DE MARÇO


19h – CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO


MASTERCLASSES:


MASTERCLASS DE COLETIVOS COMO FORMA DE PRODUÇÃO

com Ralph Duccini

Você viu?

Coletivos como forma de produção” tem como objetivo se aprofundar nas possibilidades de produção independentes em forma de estado cooperativo. Se estabelecendo como maneira de resistir através da produção cultural LGBTQI+, a masterclass observará as formas de organização coletivas e os frutos dessas articulações através dos casos do Uivo Coletivo Teatro e Terrorismo Poético e da Coletiva Transpoetas.


MASTERCLASS DE ROTEIRO

com Fidelys Fraga

Como se dá a relação entre a construção de um personagem e o lugar de fala do roteirista? Roteiros com protagonista ou temática LGBTQI+ são sempre atravessados por conflitos sociais e preconceitos? Quais as fronteiras entre temática LGBTQI+ e filmes panfletários? Como trabalhar isso na escrita do roteiro?

O que são personagens bi e tridimensionais? Qual a relação entre estrutura e protagonista? Existe “filme de personagem” e “filme de trama”? Como se dá a verossimilhança na construção da personagem e o intercâmbio entre diegese e realidade?

A masterclass com o roteirista e dramaturgo Fidelys Fraga investiga as bases da narrativa do filme “Sócrates” e analisa o arco de seu protagonista. A partir da decupagem dos atos e sequências do roteiro, vamos levantar reflexões sobre narrativas hegemônicas e estruturas clássicas, e discutiremos como se apresenta a trajetória do herói vivenciada por Sócrates, um protagonista homossexual.


SEMINÁRIO:


I SEMINÁRIO PAJUBÁ: POLÍTICAS DE VISIBILIDADE LGBTI+ NO AUDIOVISUAL

O “Seminário Pajubá” propõe refletir sobre estudos temáticos voltados a pensar o lugar do LGBTI+ no campo do audiovisual. As discussões serão divididas em três eixos: Políticas Públicas, Visibilidades na Mídia e Espaços de Autorrepresentação.

Mediação: Jocimar Dias Jr (UFF)

Palestrantes:

- Juliana Bravo (UFJF): Políticas Públicas Audiovisuais e Medidas para a Diversidade nas Telas

- Márcio Paixão (UFRJ): Nós falamos de nós: autorrepresentação LGBTQIA+ no cinema independente brasileiro

- Christian Gonzatti (UNISINOS): De X-Pocs à Leona, Assassina Vingativa: uma semiosfera queer e pop audiovisual

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários