David Chapelle
Reprodução
David Chapelle

A Duke Ellington School of the Arts, em Washington DC, homenagearia o comediante David Chappelle após ele doar 100 mil dólares para o teatro da escola no ano passado. Em outubro de 2021, Chappelle chegou a declarar que era a honra mais significante da vida dele receber essa homenagem. “Eu costumava faltar à escola”, explicou em um discurso de arrecadação de fundos. “Eu me escondia lá [no teatro] quando estava matando aula. Quem teria pensado que aquele teatro um dia teria o meu nome?”. 

Porém, de acordo com o The Washington Post, o comediante resolveu recusar a honraria e o local será renomeado para ‘Teatro para a Liberdade e Expressão Artística’. Isso se deve ao fato de que Chappelle foi chamado de intolerante por um dos alunos da escola após uma visita em novembro de 2021 por conta da polêmica com o especial ‘The Closer’, que tinha sido disponibilizado pela Netflix. Durante o especial, o Chappelle fez piadas de cunho transfóbico. 

“Tomei muitos tiros frios nos negócios… mas naquele dia [em novembro], eles me machucaram”, disse Chappelle, de acordo com o jornal USA Today. Durante o especial, ele defendeu a autora J. K. Rowling, que estava sendo cancelada nas redes sociais após comentários violentos com relação às pessoas trans: “Cancelaram J. K. Rowling. Meu Deus. Efetivamente, ela disse como gênero era um fato e a comunidade trans ficou furiosa, e começaram a chamá-la de feminista radical trans-excludente [TERF]. Eu sou time TERF. Concordo, gênero é um fato”, disse Chapelle no especial.

Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram!  Clique aqui para entrar no grupo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários