A atriz e cantora Lucy Alves foi descoberta no programa
Reprodução/Instagram 25.04.2022
A atriz e cantora Lucy Alves foi descoberta no programa "The Voice Brasil"

Lucy Alves não para. Depois de ser revelada como a personagem Leoa do "The Masked Singer", a cantora já está preparando um novo álbum, "Perigosíssima", que será lançado dia 6 de maio, e falou sobre o episódio em que foi flagrada aos beijos com a produtora Victoria Zanetti em um restaurante no Leblon, Zona Sul do Rio de Janeiro, dia 12 de abril.

Sempre muito reservada com relação à vida pessoal, ela comentou em entrevista à Quem que sempre preferiu falar mais sobre o trabalho, ressaltou que sempre foi alguém muito tranquila em relação ao que é e ao que gosta.

"Nunca me escondi também. Sou essa mulher 'perigosíssima', livre. Sou bissexual, e posso te falar que gosto de pessoas e me apaixono facilmente por pessoas que têm uma alma bonita. Acho que não tenho essas travas para viver essas histórias e acho muito legal você perguntar nesse momento, no meio de tudo isso que estou vivendo, dessa coisa de estar mais empoderada e me sentindo cada vez mais à vontade, seja depois do álbum, ou depois do 'The Masked'", falou.

Lucy também deixou muito claro que não tem problemas em falar sobre este assunto porque o depoimento de uma pessoa pública pode ajudar outras que estão deixando de viver suas vidas. "É massa a gente poder falar sobre isso na entrevista, porque a gente termina influenciando e trazendo luz para tantas pessoas. Principalmente para as que ainda têm dúvida sobre sua sexualidade".

Leia Também

Ela ainda destacou que esse assunto sobre sexualidade continua sendo um tabu na sociedade e lamentou que, em pleno 2022, isso seja uma questão tão relevante nas discussões. Lucy disse que hoje um beijo pode causar rebuliço, seja entre duas mulheres, seja entre dois homens.

"É muito massa a gente falar sobre isso, porque eu falo para qualquer pessoa: 'Se você tem dúvida sobre a sua sexualidade, fica tranquilo'. Acho que as pessoas têm que se sentir acolhidas, porque está tudo certo. Você pode viver o que você quiser, você tem que sentir essa liberdade e essa leveza para ser quem você é e fazer as coisas que você gosta. Então, para mim, não tem problema nenhum falar sobre isso. Eu já estou acostumada a julgamentos, por ser mulher, por ser nordestina... termina que a gente já vem enfrentando alguns preconceitos na sociedade numa coisa que já vem cercando a gente", pontuou.

Para quem não gosta de perder nenhuma notícia do universo LGBTQIA+, acompanhe o iG Queer também no Telegram !

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários