Warner Bros aceita retirar seis segundos de
WARNER BROS/DIVULGAÇÃO
Warner Bros aceita retirar seis segundos de "Animais Fantásticos" na China por falar sobre relacionamento gay

O filme "Animais Fantásticos: Os Segredos de Dumbledore", terceiro da franquia do spin-off derivada da saga Harry Potter, foi censurado na China por uma cena que remete a um relacionamento gay entre Albus Dumbledore (Jude Law) e Gellert Grindelwald (Mads Mikkelsen). O momento é um dos mais esperados pelos fãs da saga por abordar a sexualidade de Dumbledore, que tem sido debatida desde o lançamento dos livros e dos filmes anteriores estrelados por Daniel Radcliffe.

O filme chega ao Brasil na próxima quinta-feira (14), mas estreou no último fim de semana na China. Os censores do país pediram para que a Warner Bros retirasse uma cena de seis segundos que aborda o relacionamento que os bruxos tiveram. De acordo com o portal Deadline, um comunicado emitido pelo estúdio afirma que o pedido foi aceito "para cumprir com requisitos locais", mas "o espírito do filme permanece intacto".

A Warner Bros afirma ainda que "está comprometida em resguardar a integridade de todos os filmes que lançamos, e isso se estende às circunstâncias em que são necessários cortes para responder de forma sensível a variedade de fatores do mercado". "Queremos que as audiências de todo mundo assistam e desfrutem do filme, e é importante para nós que a audiência chinesa tenha a oportunidade de ter essa experiências também, mesmo com essas pequenas edições", conclui a nota.

A censura pediu que duas falas ditas por Dumbledore no filme, apresentadas em momentos distintos: "Porque eu estava apaixonado por você" e "o verão em que Gellert e eu nos apaixonamos" (sendo esta dita como narração).

Leia Também

Leia Também

Apesar de a legislação chinesa não apontar expicitamente que uma proibição, a homossexualidade é tratada como crime no país. Por isso, diversas cenas em filmes e séries que façam referência a relacionamentos homoafetivos ou à comunidade LGBTQIA+ são retiradas.

Em fevereiro deste ano, o país também censurou a reexibição da série "Friends" . No caso do seriado, foi retirado todo enredo relacionado à personagem Carol (Jane Sibbett), a namorada de Ross (David Schwimmer) que se descobre lésbica e se casa com outra mulher. O fato foi notado por fãs da série no país e ganhou repercussão mundial. 

Agora você pode acompanhar o iG Queer também no Telegram! Clique aqui para entrar no grupo .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários