Saiba como começar a usar a sombra da melhor forma
iStock
Saiba como começar a usar a sombra da melhor forma

Quando se fala sobre beleza e bem-estar, a divisão binária de “masculino” e “feminino” fica bastante evidente, nas roupas, nos acessórios, nos cuidados com o cabelo e na maquiagem -- vista como um aparato pertencente exclusivamente ao gênero feminino. Entretanto, esse cenário está se modificando aos poucos com a procura dos homens por recursos da maquiagem que possam elevar a autoestima e compor o modo de se expressar, independentemente da orientação sexual.

O ex-BBB Gil do Vigor, por exemplo, já apareceu nas telinhas usando maquiagens leves, incluindo sombra e lápis, e também já gravou uma série de Stories no Instagram mostrando as tentativas de se maquiar sozinho. Para aqueles que, assim como ele, têm o primeiro contato ou pretendem experimentar novos meios de realçar a beleza natural, o iG Queer consultou maquiadoras que podem auxiliar nesse processo com algumas dicas e recomendações. 

A movimentação masculina dentro do mundo da maquiagem ainda é tímida, mas promissora. Francine Couto, maquiadora da RIRO Salon, destaca que a demanda é bastante específica. “O movimento em um salão de beleza está mais ligado a algum evento, foto ou atividade artística que a pessoa precise fazer. Geralmente são maquiagens de correção de pele, bem mais simples e menos elaboradas. Ainda assim, a realidade do preconceito tem mudado. Todos querem se sentir bem, então a procura por entender o universo da beleza e usar artifícios para elevar a autoestima aumentou. Tenho visto que o público masculino com esse interesse está ficando maior”. 

Paula Mitunari, maquiadora da Soneda Perfumaria, destaca ainda que a ideia de que “homens não usam maquiagem” está associada a um pensamento retrógrado que vem sendo desconstruído aos poucos. “Esse preconceito vem diminuindo por conta do aumento da acessibilidade às informações e à normalização da ideia de que o homem pode usar maquiagem à vontade e isso não vai mudar e não tem absolutamente nada a ver com sua opção sexual. Acho que esse pensamento é de uma geração muito antiga, a geração Z vem forte com o uso de maquiagem masculina sem preconceitos. Fico muito feliz vendo essa barreira sendo quebrada”. 


Mitunari destaca ainda que não há “certo” ou “errado” na hora de se maquiar. Tudo depende do gosto pessoal de cada um e como o indivíduo se sente mais confortável em destacar os próprios traços. “No mundo da maquiagem, você tem que fazer o que for te deixar confortável, então tem que testar bastante e ver qual é o seu estilo e como vai se sentir bem. Se vai ser uma sombra para tons mais neutros ou sombras coloridas, por exemplo”, ressalta.

(continue a leitura logo abaixo)

Leia Também

O intuito da sombra é justamente trazer atenção para o olhar, então ele passa a ser o foco da composição, como explica Francine. “A sombra sempre conduz a atenção para os olhos e chama a atenção para esse ponto. Existe uma regra antiga na maquiagem que diz ‘ou eu vou fazer um olhão ou um bocão’, mas acho que tudo é possível”. 

Leia Também

Tudo bem, mas como começar?

Francine pontua que se aventurar no mundo da maquiagem precisa ser, acima de tudo, divertido. Ter leveza e se permitir experimentar modelos novos é fundamental para encontrar um estilo próprio e, após isso, aperfeiçoar a técnica. “Deve-se tentar cores e texturas diferentes. Ao meu ver, na maquiagem pode tudo, então depende da proposta que a pessoa tem e do que ela deseja expressar por meio desse recurso. Se joga e vai testando. Para mim, o caminho é por aí”. 

Para conseguir se guiar com mais facilidade nesse meio, Paula Mitunari orienta que para diferentes tons de pele há colorações de sombra que podem dar mais destaque e corresponder às propostas de cada um. “Para pessoas de pele escura, combinam mais os tons quentes na sombra, como vermelhos, laranjas, rosas quentes e o cobre. Já para pessoas de pele clara, é legal investir em cores como o azul e verde e, principalmente, em pigmentos prateados”, explica, e ressalta ainda quais são as tendências para a primavera verão. “Os tons que mais fazem sucesso nessa época do ano são cores mais coloridas e alegres, que supercombinam com a estação”.

Partindo para a aplicação, existem pincéis específicos que ajudam a espalhar a sombra de maneira uniforme e dar o destaque correto aos olhos, oferecendo melhor resultado. Mitunari conta quais são eles e explica qual a melhor forma de usá-los.

“Na aplicação da sombra é importante usar o pincel língua de gato pequeno com cerdas sintéticas, pois tem uma firmeza maior, e para esfumar, sugiro o pincel de mais fofinho. Trabalhe sempre com leveza nas mãos para evitar marcações. Uma dica é: quanto mais distante você segura o pincel das cerdas, mais leve sua mão ficará”, orienta. 


Além das diferentes propostas e gostos, as ocasiões também influenciam em como a pessoa vai utilizar o recurso da sombra. Mitunari especifica que, para o dia a dia, normalmente as composições são mais leves e básicas. Já para um evento, o mais comum é que seja feito algo mais elaborado e com maiores detalhes, assim é possível se destacar em qualquer circunstância. Mas ela também deixa claro que não há muitas regras com relação às diferentes possibilidades.

“Na maquiagem do dia a dia é mais comum a utilização de produtos de pele com cobertura mais leve e nada muito pesado por ser mais confortável e prático. No caso das sombras, funciona da mesma forma: é uma corzinha mais neutra, nada muito chamativo. A maquiagem para um evento muda completamente. A pele é muito bem elaborada, com coberturas mais altas e produtos para a durabilidade da maquiagem e na sombra, e não necessariamente precisam ser tons neutros. Tudo vai de acordo com a preferência de cada um, mas claro, isso não é uma regra”, finaliza.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários