Jake Gyllenhaal diz que o papel no longa o ajudou a quebrar o estigma de contracenar romanticamente com outro homem sendo heterossexual
Reprodução
Jake Gyllenhaal diz que o papel no longa o ajudou a quebrar o estigma de contracenar romanticamente com outro homem sendo heterossexual


Em entrevista ao The Sunday Times, o ator norte-americano Jake Gyllenhaal, de 40 anos, disse que ter atuado no filme Brokeback Mountain o ajudou a “quebrar o estigma” de ser um ator hétero interpretando um personagem gay. No longa-metragem de 2005, ele deu vida a Jack Twist que, junto a Ennis del Mar, vai procurar emprego em Wyoming no verão de 1963. Eles acabam trabalhando juntos para um rancheiro que criava ovelhas, e isolados nas montanhas, desenvolveram um contato sexual. 

Durante a entrevista, o ator foi questionado se tinha uma “reação diferente” para dois atores heterossexuais assumindo um papel romântico hoje em dia. “Eu não sei, talvez? Parte da medicina de contar histórias é que éramos dois caras héteros interpretando esses papéis. Havia um estigma sobre fazer um papel assim, sabe, por que você faria isso? E eu acho que foi muito importante para nós dois quebrarmos esse estigma”, declarou. 


Brokeback Mountain teve 8 indicações ao Oscar e levou 3 deles. Jake Gyllenhaal e seu colega de cena, Heath Ledger (que faleceu em 2008), passaram por muitas “brincadeiras” homofóbicas depois de estrelarem o filme. Ledger precisou ir contra uma piada preconceituosa que os organizadores do Oscar planejaram para o evento na época. 

“Quer dizer, eu lembro que eles queriam fazer uma abertura para o Oscar naquele ano que fosse uma espécie de brincadeira sobre [Brokeback Mountain]”, contou Jake Gyllenhaal ao “Another Man” no ano passado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários