Tico Santa Cruz assumiu que tem sexualidade fluida
Divulgação
Tico Santa Cruz assumiu que tem sexualidade fluida

Apesar de  Tico Santa Cruz ser conhecido por ser um hétero cisgênero e também por ser casado há mais de 20 anos com a mesma mulher, Luciana Rocha, Tico recentemente assumiu ter sexualidade fluida , que é quando a pessoa trafega pela homossexualidade e pela heterossexualidade, sem ter uma única orientação.

Ao assumir a sexualidade, Tico sofreu diversos ataques nas redes sociais, incluindo fake news e também ameaças. Em entrevista exclusiva ao iG Queer, o vocalista do Detonautas explica a confusão e também o que pensa sobre a sexualidade fluida.

"Por conta disso [de assumir], eles fizeram uma postagem que dizia que eu tinha gênero fluido e que eu tinha um outro nome: Shana. Enfim, eles fizeram uma mistura, né? Porque não entendem nada de questão de gênero, de sexualidade, bando de reprimidos", diz. 

Ele conta que depois da fake news, fez um story explicando a confusão. "Eu entendi, em um primeiro momento, que ter a sexualidade fluida era ser uma pessoa livre de preconceitos. Como eu sou, de fato. Mas algumas pessoas da comunidade  LGBTQIA+ me explicaram do que se tratava, então entendi", comenta. 

"Sou hétero, casado há 20 anos e dois filhos, amanhã ou depois de amanhã, alguma coisa pode mudar na minha vida e se eu realmente quiser ter outra experiência, não tenho problema em assumir, então me considero dentro desse lastro, já que a questão de gênero e sexualidade me afetam", declara. "Minha atração é por mulher, mas como no caso também envolve a ausência de preconceitos, no caso de mulheres trans, eu falei que não teria nenhum problema", afirma. 

Tico é casado com Luciana Rocha e tem dois filhos: Bárbara e Lucas. Para o casal, a preocupação maior da repercussão das falas de Tico é com os filhos. "Eles são ensinados a lidar com esse tipo de questão de forma aberta. São educados aqui dentro para que abordem qualquer tipo de assunto sem preconceito. Luciana ficou preocupada com a repercussão da sexualidade fluida e da fake news porque ela sabe quem eu sou e do que gosto", conta. 

Você viu?

Investimento em maconha

Tico Santa Cruz investe em um fundo de investimento de cannabis nos Estados Unidos, já que a planta é legalizada no país. "Os recursos econômicos que são gerados com a exploração do mercado da cannabis, tanto medicinal quanto vestuário, quanto recreativo, eles ultrapassam bilhões. Então é muito importante para a construção de uma saúde pública e científica, em relação aos benefícios", acredita. 

Ele comenta que, no começo de seu envolvimento com o negócio, decidiu investir um valor simbólico no mercado e afirma que este é um debate importante porque a cannabis é uma planta com muitas utilidades e criminalizá-la é algo retrógrado.

"Teve uma história no passado ligada ao preconceito e ao controle da população pobre e negra. A guerra às drogas, é uma guerra que não é funcional. A cannabis tem uso medicinal que funciona para muitas doenças e patologias", afirma. 

Identidade

Com tatuagens espalhadas pelo corpo e rosto, Tico diz que não foram feitas por estética e sim por um conceito. "É a minha identidade, é como me enxergo no mundo. À medida que vou amadurecendo, vivendo novas experiências, isso vai se refletindo nas tatuagens, no que eu represento, em como me vejo", diz. 

Para ele, existe preconceito no uso de tatuagens e que não sofre tanto por ser um artista. "Tenho esse privilégio de poder fazer o que eu quero e não sofrer retaliação no trabalho, nos lugares que vou. E cabe a mim também a quebrar esses tabus", afirma.

Questionado se pretende fazer mais desenhos no corpo, o cantor declara que ainda há espaços em branco, como sua pena além de outras partes que ainda não têm marca alguma.

"Tem outras tatuagens que perderam sentido, significado e que eu vou refazer alguma coisa por cima, mas que dão pra fazer, por cima. Então são capítulos da minha vida registrados na minha, na minha pele", destaca. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários