Michael Cimino em
Reprodução/IMDB
Michael Cimino em "Com amor, Victor"

O ator Michael Cimino, que é o protagonista da série "Com amor, Victor", contou que recebeu ameaças de morte por conta do personagem. Ela dá vida a Victor, um adolescente gay que está na fase de descobertas e do primeiro amor. Em entrevista à revista Attitude, o artista contou que recebeu comentários homofóbicos até da própria família.

"Eu esperava que isso acontecesse. Mas eu não esperava isso de membros da minha própria família", diz. Michael fala que mesmo com as críticas e com todo o preconceito, ele está muito feliz com o trabalho e por conseguir abrir a cabeça de algumas pessoas com a série.

"Eu mudei opiniões. Tenho alguns amigos que são religiosos e que mudaram a perspectiva de como enxergam as coisas", continua. Porém, o ator também está sofrendo com críticas a própria comunidade LGBTQIA+, por ele ser um ator hétero vivendo um personagem gay, enquanto muito atores homossexuais são obrigados a ficar dentro do armário.

"Com certeza recebi algumas críticas da comunidade LGBT por conta do papel. Eu recebi ameaças de morte, o que é horrível. Mas a série é importante para mim. Eu sabia que teriam mensagens de ódio independente do quão bom eu fosse", comenta.

Michael ainda fala que, por ser hétero interpretando um papel significativo para a comunidade LGBTQIA+, o mínimo que pode fazer é apoiar a causa da melhor maneira possível. "É uma honra interpretar o Victor e uma grande responsabilidade. Eu aceitei com a intenção de representar essa realidade corretamente. Eu me coloquei um nível de exigência muito alto para garantir que todo mundo que passou por essa história se sinta representado", conclui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários