Violência homofóbica
Banco de Imagens/Envato Elements
Violência homofóbica

Um homem  gay na casa dos 50 anos foi brutalmente espancado por bandidos, com tacos de beisebol, depois de ser atraído para um endereço em Armadale, na Austrália Ociental, por um aplicativo de namoro gay.

A vítima disse à imprensa local que, ao chegar no lugar do encontro, marcado pelo aplicativo Grindr, na Rua Margaret, em Armadale, deu de cara com um grupo de homens que disseram que iam lhe dar uma lição. Logo em seguida começarem a espancá-lo com tacos de beisebol. O homem teve a mandíbula quebrada, fraturou o crânio e precisou ficar internado por quatro dias em um hospital.

Um segundo homem gay na casa dos 40 anos também já havia sido atraído para o mesmo endereço e foi agredido em outra ocasião, relatou a polícia da Austrália Ocidental. Os dois incidentes ocorreram nos dias 22 e 29 de março, às 1h e 3h da manhã respectivamente. Em ambas as ocasiões, havia um grupo de homens esperando as vítimas no local. 

A polícia confirmou que ambas as vítimas começaram a falar com o mesmo usuário no aplicativo de namoro gay e marcaram um encontro no mesmo endereço. “Os detetives da polícia de Armadale estão investigando dois ataques graves que estão ligados ao uso de um aplicativo de mensagens on-line”, disse a polícia em um comunicado na última sexta-feira, 02.

A polícia pede que a população fique "vigilante" nos aplicativos de namoro gay e está solicitando informações, na esperança de rastrear os agressores. Também foi solicitado que qualquer pessoa que tenha sido vítima de um ataque semelhante na área se apresente e denuncie o crime.

“Os detetives gostariam de lembrar ao público que é importante estar vigilante quando se trata de segurança pessoal e dos riscos associados ao encontro com estranhos em áreas isoladas”, disse a Polícia em um comunicado.

As informações são do site Pink News.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários