Escola na Inglaterra remove homenagem a J.K Rowling após autora ser acusada de transfobia.
Reprodução
Escola na Inglaterra remove homenagem a J.K Rowling após autora ser acusada de transfobia.

A Boswells School, escola no leste na Inglaterra, alterou o nome de um de seus prédios, que antes homenageava J.K Rowling, autora da saga Harry Potter. O ato foi motivado pelas falas transfóbicas da escritora, que desde 2020 está envolvida em várias polêmicas em torno da comunidade trans. 

O colégio atende crianças e adolescentes de 11 a 18 anos, e decidiu mudar o nome do espaço para “Holmes”, em referência ao medalhista olímpico Kelly Holmes. "Na Boswells School, promovemos uma comunidade escolar inclusiva e democrática, onde estimulamos os alunos a se desenvolverem como cidadãos autoconfiantes e independentes", afirmou Stephen Mansell, diretor da instituição.

A mudança aconteceu no final de 2021, depois de vários pedidos de alunos e funcionários. Foi realizada uma votação que envolveu toda a comunidade escolar, e o nome do local foi revisto. Segundo um boletim informativo da Boswells School, os seis edifícios foram intitulados com os nomes de “destacados cidadãos britânicos”.

Em 2020, J.K Rowling protestou em relação ao uso da frase “pessoas que menstruam" ser utilizada no lugar de “mulheres”. Ela voltou a realizar comentários transfóbicos nas redes sociais em dezembro do ano passado. 

"Guerra é paz. Liberdade é escravidão. Ignorância é força. O indivíduo com pênis que estuprou você é uma mulher", disse. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários