Transexualidade sai da lista de transtornos mentais da OMS
Kyle / Unsplash
Transexualidade sai da lista de transtornos mentais da OMS

O prazo estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para que os países deixassem de tratar a transexualidade como uma doença mental terminou neste sábado (1º).  A organização internacional determinou a decisão em 2018, alterando a Classificação Internacional de Doenças (CID) que tratou a transexualidade como transtorno mental por 28 anos. 

No Brasil, desde 2018, o Conselho Federal de Psicologia (CFP) aconselha os profissionais da área a não tratarem a transexualidade como uma patologia. 

A CID reúne mais de 50 mil códigos únicos para catalogar lesões, problemas de saúde e doenças. De tempos em tempos, a seleção é atualizada pela OMS por meio do plenário da instituição, composto pelos países membros. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários